futebol

Única mulher em federação, Ramalho ignora denúncia de assédio na CBF

Por Maurílio Júnior
Rogério Caboclo e Michelle Ramalho — Imagem: Divulgação

A presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Michelle Ramalho, não se manifestará sobre as acusações formais de assédio moral e sexual contra o presidente da CBF, Rogério Caboclo.

Ramalho é a única mulher a comandar uma federação estadual de futebol no país.

Leia também:

Nova decisão limita bares e restaurantes e fecha academias em JP

Surto de coronavírus no Treze: 14 testam positivo para Covid-19

A dirigente é próxima de Caboclo, que nos bastidores sofre pressão para deixar o cargo após a denúncia de uma funcionária da entidade máxima do futebol brasileiro.

A funcionária afirma ter provas de todos os fatos narrados e pede que o dirigente seja investigado e punido com o afastamento da entidade e, também, pela Justiça do Rio.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!