opinião

Com avanço da Covid-19, falar a mesma língua deveria ser essencial

Por Maurílio Júnior
Novo avanço da Covid-19 pressiona hospitais da Paraíba — Foto: Agência Brasília

Não é mais novidade dizer que o momento da pandemia na Paraíba é extremamente delicado. Basta olhar os números divulgados diariamente pelo Estado e até por Municípios que inicialmente ignoraram medidas mais duras.

Leia também: Campina: casos de Covid-19 aumentam quase 400% em 24h

Recortar o cenário epidemiológico a apenas duas regiões – Sertão e Campina Grande -, em um estado geograficamente pequeno, é um erro que custa caro muitas vezes, e a própria cidade de Campina é prova disso.

A divergência entre os decretos do Governo do Estado e da Prefeitura de João Pessoa, que, diga-se, são gestões aliadas, acontece em uma situação pouco recomendada.

Veja ainda: JP inicia vacinação em pessoas sem comorbidades a partir dos 55 anos

A julgar primeiro pelos próprios números de notificações a setores como bares e restaurantes que bateram recorde de infrações em maio.

Segundo, pelo próprio exemplo. Como chegará a um prefeito do interior, a mensagem de que Estado e Prefeitura de João Pessoa, gestões aliadas, repito, estão batendo cabeça? Onde está a falha de comunicação?

Falar a mesma língua deveria ser, mais do que nunca, essencial.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!