terceira onda

PB recebe ‘aviso de risco’ do Ministério da Saúde sobre variante da Índia

Por Maurílio Júnior
Familiares de uma pessoa que morreu de Covid-19 choram antes de sua cremação na aldeia de Giddenahalli, nos arredores de Bengaluru, na Índia. — Foto: Samuel Rajkumar/Reuters

A Paraíba recebeu nesta sexta-feira (21) uma “comunicação de risco” da Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, sobre a variante indiana.

Leia também:

+ PB envia amostras para laboratórios investigar suspeita de variante da Índia

Em síntese, o documento traz uma análise sobre o impacto da cepa naquele país.

A Índia apresentou nas últimas 24 horas o maior número de novos óbitos (3.874), o que representa 37,93% do número total de óbitos novos dos 20 países com maior número de óbitos no mundo e, 31,83% a mais do que o segundo colocado, o Brasil (2.641) — diz o informativo.

Na última quinta (20), o Instituto Evandro Chagas (IEC) no Pará identificou a linhagem viral da Índia B.1.617 do SARS-CoV-2, em seis amostragens enviadas pelo Estado do Maranhão.

+ Campina nega atendimento a pacientes por “reserva técnica”; vídeo

Na quarta (19), a Paraíba enviou 100 amostras para o Instituto Evandro Chagas e Fiocruz para identificação ou não da nova variante que preocupa a Organização Mundial da Saúde.

+ “As próximas semanas serão as mais difíceis de Campina”, diz Bruno

No dia 14 de maio, após dez dias de atraso, o governo brasileiro atendeu a recomendação da Anvisa proibindo a entrada no país de passageiros estrangeiros de voos com origem ou passagem pela Índia.

+ Paraíba bate pelo segundo dia seguido recorde de internações em 24 horas

Na última semana a Paraíba registrou um aumento significativo de novas infecções e internações por Covid-19, especialmente na região de Campina Grande e no Sertão.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!