Cpi da pandemia

Pazuello bandido? Para Onyx Lorenzoni a resposta é…

Por Maurílio Júnior

A Advocacia-Geral da União ingressou com um pedido de habeas corpus em favor do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, no Supremo Tribunal Federal. Ricardo Lewandowski analisará.

O governo pede para que o militar possa ficar em silêncio durante seu depoimento na CPI da Covid-19, marcado para o dia 19.  

Curiosamente, um tuíte do hoje ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência de Jair Bolsonaro, Onyx Lorenzoni, foi desarquivado.

Nele, Onyx diz que quem fica em silêncio em CPI é ‘só bandido’.

O então deputado fazia referência ao depoimento do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró na Justiça Federal do Paraná em 2015.

— Cerveró ouviu de mim que em CPI quem se vale do direito [a] ‘ficar calado’ tem coisa a esconder, só bandido usa disso — escreveu.

Pazuello bandido? Para Onyx Lorenzoni a resposta é…

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!