segunda dose em risco

CoronaVac: novo ataque de Bolsonaro à China causa apreensão na Paraíba

Por Maurílio Júnior
Relação do governo Bolsonaro com a China atrapalha envio de insumos para Coronavac — Imagem: Divulgação

O novo ataque de Jair Bolsonaro à China aumentou a apreensão em técnicos de Saúde da Paraíba em relação ao futuro da CoronaVac, vacina responsável por mais de 85% da imunização dos brasileiros contra a Covid-19.

Ao blog, os técnicos afirmaram preocupação com uma possível reataliação do país asiático após as insinuações de Bolsonaro sobre o coronavírus ter sido criado propositalmente, no âmbito de uma “guerra química”.

Segunda dose em risco

A exemplo de quase todos os estados, municípios paraibanos sofrem com a escassez da CoronaVac, colocando em risco a imunização de mais de 30 mil pessoas.

No último questionamento da Confederação Nacional dos Municípios, pelo menos 15 municípios da Paraíba alegaram a falta do imunizante.

O que diz o Butantan 

Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, fez um alerta nesta quinta-feira (06):

Pode não ter mais vacina a partir de maio. Há apenas mais três lotes previstos para serem entregues até o próximo dia 14. Depois disso, depende da chegada insumo para produção do imunizante.

Covas atribuiu o risco de atraso as recentes declarações do presidente Bolsonaro a respeito da China.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!