em nome da "fé"

Fiscais relatam ameaça em abordagem a igreja lotada em João Pessoa

Por Maurílio Júnior
Em nome da "fé", igrejas ignoram 400 mil vidas perdidas no Brasil — Foto: Reprodução/Instagram

Fiscais da Vigilância Sanitária de João Pessoa foram ameaçados durante a abordagem feita a uma igreja evangélica lotada no bairro do Bessa nesse domingo (02).

O blog ouviu de servidores que os líderes da Igreja AD Brás se negaram a fornecer a documentação do local apresentado nas redes sociais como território de João Pessoa.

Durante a fiscalização, contudo, o pastor alegou que a Igreja faz parte de Cabedelo, e por isso, não iria acatar a interdição.

“Era uma situação de total descontrole”, disse um fiscal da Vigilância.

Nas redes sociais, o pastor Samuel Mariano afirmou em vídeo que, “pelas imagens parece que estamos fora da lei, mas se você entrar vai ter álcool gel e todos estavam de máscara. Não tem nada fora do lugar”.

“A autoridade dentro da Igreja é o pastor e não vou permitir que ninguém me tire de uma celebração para conversar sobre absolutamente nada”, engrossou o tom.

No mesmo vídeo, o pastor já convoca os fiéis para o culto da próxima quarta-feira (05).

As imagens do último culto, porém, mostram realmente uma situação de descontrole às medidas de segurança contra a Covid-19, com fiéis lado a lado, sem distanciamento.

O blog tentou contato com a Vigilância Sanitária do Município de Cabedelo, mas não obteve sucesso até o momento.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!