política

A vassourada de Cícero na coleta de lixo (?) de João Pessoa

Por Maurílio Júnior

Em 23 de julho de 2020 escrevi o seguinte tuíte: “Todo dia uma nova reclamação sobre a coleta de lixo em João Pessoa. Já vi esse filme antes em último ano de gestão”. Pois bem.

Nessa terça-feira (30/03), a Prefeitura Municipal de João Pessoa decidiu rescindir unilateralmente os contratos com as três empresas que realizavam a limpeza e a coleta de lixo na capital paraibana, o que já causa embate jurídico entre as partes.

A gestão do prefeito Cícero Lucena argumenta que, “os veículos contratados para carregar o lixo não tinham volume, quantidade e nem a potência contratados. O número de garis era menor que o exigido e causava sobrecarga”. Acrescenta ainda que a gestão anterior do ex-prefeito Luciano Cartaxo pagava quase R$ 6 milhões mensais para serviços que eram feitos pela metade.

Se por ter sido o último ano da gestão Cartaxo ou não – o que nos remete a infeliz tradição de abandono de gestões municipais na saideira  -, a realidade é que o pessoense viu a cidade se transformar em um lixão a céu aberto. E com uma pandemia no meio…

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!