opinião

Apelo de reitorável a Jair Bolsonaro é de envergonhar UFCG

Por Maurílio Júnior
Universidade Federal de Campina Grande — Imagem: Divulgação

Na disputa pela reitoria da Universidade Federal de Campina Grande, o professor John Kennedy – segundo colocado na eleição interna – apelou.

Surfando na onda de Jair Bolsonaro em não nomear o mais votado das listas tríplices, o docente gravou um vídeo para o presidente da República.

Nele, Kennedy clama pela nomeação. Ao se humilhar, diz o que Bolsonaro gostaria de ouvir, limitando-se a ressaltar a sua relação com as Forças Armadas e promete implantar costumes do bolsonarismo – ignorando potencialidades da UFCG, como a produção de pesquisas em ciência e tecnologia.

“Queremos administrar nos moldes do governo federal”, discursou.

Se o mínimo que se espera de um reitor é que ele entenda e priorize o valor da ciência e como ela funciona, em uma situação inversa, como a que foi oferecida, a UFCG agora se envergonha.

(John Kennedy foi segundo colocado na consulta acadêmica, atrás de Vicemário Simões, atual reitor. A decisão final, porém, cabe ao presidente da República)

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!