política

Exclusivo: Às vésperas de eleição no Congresso, governo libera quase R$ 150 milhões para parlamentares da Paraíba

Por Maurílio Júnior
Jair Bolsonaro em Campina Grande — Foto: Secom/PR

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não poupará esforços para eleger Arthur Lira (PP-AL) e Rodrigo Pacheco (DEM-MG) para os comandos da Câmara dos Deputados e do Senado. Para isso acontecer, o seu governo abriu os cofres às vésperas da disputa que ocorrerá nesta segunda-feira (01).

+ Rede Mais desembarca em Brasília para cobertura especial no Congresso

O blog teve acesso a uma lista informal de gastos da Secretaria de Governo com emendas ‘extras’ para parlamentares, incluindo paraibanos.

Somente com congressistas da Paraíba, o governo federal autorizou a liberação de quase R$ 150 milhões. O principal beneficiado foi o deputado Wellington Roberto, nome forte do Centrão e líder do PL na Câmara.

Roberto, que é braço direito de Arthur Lira na disputa, foi contemplado com R$ 81.539.272,00. Aliada do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que apoia Rodrigo Pacheco, a senadora Daniella Ribeiro (PP) aparece na lista com R$ 21.850.000,00.

Nela também estão: Hugo Motta (Republicanos) com R$ 13.285.440,61 e Edna Henrique (PSDB) com R$ 3.880.000,00.

A planilha também consta nomes de deputados que, a princípio, não declararam seus votos, a exemplo de Wilson Santiago (PTB) com R$ 1 milhão, e Ruy Carneiro (PSDB) com R$ 1,6 milhão.

Líder do DEM e aparentemente aliado de Baleia Rossi (MDB-SP), candidato do presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ), Efraim Filho aparece com R$ 25 milhões de emendas liberadas.

Costumeiramente, as verbas federais liberadas para parlamentares são usadas em redutos eleitorais, o que inegavelmente os fortalecem para a eleição seguinte.

Durante agenda em Sergipe na semana passada, Jair Bolsonaro declarou que, “se Deus quiser”, Arthur Lira será presidente da Câmara dos Deputados.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!