Ainda prefeito de campina

Romero ignora avanço da Covid-19; dezembro já supera novembro em Campina Grande

Por Maurílio Júnior

Se ater apenas aos índices da covid-19, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), sabe que não deveria travar uma guerra jurídica – às vésperas de encerrar o seu mandato – contra o decreto estadual que reduz o horário de bares e restaurantes nos dias 24, 25, 31 de dezembro e 01 de janeiro.

Em 22 dias de dezembro, o número de casos e mortes por coronavírus no município já supera o do mês de novembro inteiro. São 625 infeções e 14 óbitos. No mês anterior, foram registrados 624 casos e 12 mortes.

Os dados levantados pelo blog, com base no boletins da Secretaria Estadual de Saúde, acompanham a tendência mundial da chamada ‘segunda onda’ ou ‘repique’.

No mundo, medidas restritivas estão sendo tomadas. Na Paraíba – de forma mais branda em comparação com outras localidades – o governo estadual também se mexeu. Campina se ver diferente do restante do mundo soa, no mínimo, soberba.

Cabe lembrar que, para quem se julga diferente, Campina Grande também tem tido a mesma dificuldade de outras prefeituras em fiscalizar o desrespeito de estabelecimentos aos protocolos. A morte do cantor Louro Santos, dias depois de se apresentar em um bar completamente lotado na cidade, é uma constatação infeliz.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!