Segunda onda

Comércio de JP expõe preocupação com praias e bares: “Podemos ser penalizados”

Por Maurílio Júnior
Nivaldo Vilar, presidente da CDL João Pessoa

O comércio de João Pessoa não esconde a preocupação com o aumento de internações nos hospitais de João Pessoa por Covid-19.

Ao blog, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) na Capital, Nivaldo Vilar, afirmou que praias e bares são locais onde não têm sido respeitado os protocolos de prevenção contra o novo coronavírus.

+ Hospitais de João Pessoa chegam a 100% de ocupação dos leitos de UTI

“A preocupação existe, não há controle do comportamento do vírus. Mas temos uma garantia do prefeito que não vai fechar. O comércio, né? Possa ser que alguns setores fechem. Algumas áreas que estão demandando mais preocupação, como a praia. Ninguém está respeitando, ninguém usa máscara. Não existe distanciamento. A gente também ver alguns bares que também não estão respeitando, mas o comércio está cumprindo com os protocolos. A gente realmente fica preocupado porque podemos ser penalizados por causa de outros setores que não estão cumprindo os protocolos”.

O blog também ouviu o presidente da Fecomércio, Marconi Medeiros, que afirmou que, o risco da segunda onda pode causar uma “série de consequências” ao setor.

“A Federação do Comércio, como representante das empresas do Comércio e dos Serviços da Paraíba, teme e se preocupa porque quando medidas restritivas são tomadas para o comércio gera uma série de consequências. É importante destacar que os estabelecimentos comerciais estão tomando todas as medidas sanitárias recomendadas pelos órgãos de saúde competentes e devem continuar assim sempre pensando na saúde dos consumidores e de seus funcionários. A sociedade também deve se preocupar com sua segurança e usar sempre máscara e lavar as mãos”.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!