segunda onda

Covid-19: presidente do CRM fala em colapso e pede ação imediata na PB

Por Maurílio Júnior
Roberto Magliano de Morais, presidente do CRM-PB

O alerta do Conselho Regional de Medicina da Paraíba para o risco de uma segunda onda da Covid-19 não ficou apenas na nota publicada nas redes sociais.

Na tarde desta quinta-feira (12), o presidente do CRM, Roberto Magliano, levou ao Ministério Público o temor de colapso nos hospitais ao lidar com aumento nos casos de coronavírus.

Ao blog, Magliano afirmou que o Conselho constatou durante fiscalização alta significativa de internações por Covid-19 em hospitais privados e públicos.

“O esgotamento dos leitos não está descartado”, disse. “Claro que sim [risco de colapso], como aconteceu uma vez. Não podemos esquecer dos exemplos que estão acontecendo na Europa e nos Estados Unidos”, advertiu.

“Aqui em João Pessoa já temos hospitais com mais de 90% de lotações nas UTIs. Isso é preocupante, muito embora os dados oficiais coloquem os números da Paraíba ainda não são preocupantes a ponto de pensar num colapso, é preciso começar agir prematuramente para que não passemos o que passamos em maio, quando tivemos um risco real de colapso”, acrescentou.

Além do CRM-PB, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) tem alertado João Pessoa para o forte sinal de crescimento de Síndrome Respiratória Aguda e de Covid-19, recomendando a suspensão das novas medidas de flexibilização.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!