Fraude em eleição impediu Eduardo Araújo de realizar sonho

Por Maurílio Júnior

Dirigente promissor do futebol paraibano, Eduardo Araújo, 33 anos, tinha um sonho: presidir a Federação Paraibana de Futebol. E ele esteve bem próximo de realizar.

+ Dirigente morto pela Covid-19 era contra volta do futebol na Paraíba

Em 2018, o jovem advogado concorreu contra a advogada Michelle Ramalho, que contava com forte apoio nos bastidores da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O pleito foi marcado por uma série de fraudes, que levou Ramalho à presidência da entidade (reveja abaixo). Eduardo ainda tentou judicializar o resultado, mas não conseguiu êxito.

Eduardo Araújo é uma das mais de 900 vítimas da Covid-19 no estado da Paraíba.

Com SP Crystal e mais 10 ligas amadoras, FPF atualiza Colégio ...

Comentários

Em respeito a Legislação Eleitoral, os comentários estão temporariamente suspensos.

error: Conteúdo Protegido!!