Bolsonaro deve vetar R$ 600 para manicures e barbeiros

Por Maurílio Júnior

Jair Bolsonaro deve vetar o auxílio emergencial de R$ 600 para manicures e pedicures, barbeiros, esteticistas, depiladores, maquiadores e demais profissionais da beleza. A informação é da colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

Estes profissionais foram incluídos pelo presidente da República no decreto publicado nessa segunda-feira (11) em que ampliou a lista de serviços essenciais, dizendo que salões de beleza e barbearias poderiam voltar a funcionar durante a pandemia do novo coronavírus.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!