“Ninguém está acima das leis da República”, diz Celso de Mello ao abrir inquérito contra Bolsonaro

Por Maurílio Júnior

O ministro Celso de Mello, decano no STF, autorizou nesta segunda-feira (27), abertura de inquérito para apurar declarações do ex-ministro da Justiça e da Segurança Pública Sergio Moro contra o presidente da República, Jair Bolsonaro.

Ninguém, nem mesmo o Chefe do Poder Executivo da União, está acima da autoridade da Constituição e das leis da República”, assinalou o ministro ao autorizar a abertura da investigação. 

O pedido de abertura da investigação foi encaminhado ainda na sexta-feira (24) pelo procurador-geral da República, Augusto Aras.

Celso de Mello deu 60 dias para Polícia Federal tomar depoimento de Sergio Moro, que ao deixar o governo na sexta-feira passada, apontou tentativa de interferência de Bolsonaro em inquéritos da PF.

Segundo o ex-ministro, o presidente decidiu trocar a direção-geral da PF porque gostaria de ter acesso a informações de inquéritos sobre a família Bolsonaro.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!