Cartaxo cobra de aliados o que ele próprio não tem: decisão

Por Maurílio Júnior

Fugindo do discurso conciliador, o prefeito Luciano Cartaxo (PV) deu um ultimato aos partidos aliados que ocupam cargos em sua gestão: quer até o dia 30 de março uma decisão acerca do processo eleitoral de João Pessoa.

“Quero saber quais os partidos vão querer continuar conosco”, afirmou à imprensa nessa segunda (2).

O PV, partido presidido por Luciano, terá candidatura própria na Capital. É uma certeza. Só ainda não tem nome.

Na prática, o prefeito cobra dos partidos o que ele próprio não tem: decisão.

Aliados reagem a Cartaxo

Em entrevista ao Hora H, da Rede Mais de Rádio, transmitido em João Pessoa pela Rádio POP FM (89.3), a senadora Daniela Ribeiro, do Progressista, disse ter sido pega de surpresa com o posicionamento do prefeito e afirmou que os partidos “não podemos ser coagidos para definição”.

“Cada um tem seu tempo próprio, assim como o prefeito tem sido cobrado muitas vezes que indique o nome que vai apoiar como seu candidato e ele não indicou”, disse.

O deputado federal e presidente do PSDB na Paraíba, Pedro Cunha Lima, também contrariou as declarações do prefeito.

“É muito ruim essa maneira de conduzir o processo. Você diz que pode ser votado e não pode votar em ninguém. Isso distancia muito da conciliação. Essa colocação do prefeito é algo que distancia qualquer outra legenda”, declarou.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!