Ricardo solta a mão da Ocrim

Por Maurílio Júnior

Em 19 de março, o ex-governador Ricardo Coutinho bradou a plenos pulmões, dias após a prisão de Livânia Farias: “Ninguém solta a mão de ninguém”. Hoje, dia 19 de dezembro, 48 horas depois da sétima fase da Calvário, que o alveja com mandado de prisão, Coutinho soltou a mão dos companheiros, presos em Mangabeira. Considerado foragido, Coutinho ganha tempo na Europa, enquanto a sua defesa tentar evitar a prisão via Habeas Corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

+ Foragido, Ricardo pede ao STJ para não ser preso

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!