As duas Marias do judô e o jornalismo que vale a pena

Por Maurílio Júnior

O jornalismo é uma profissão cidadã, antes de tudo. Diferente de outros ofícios, ele carrega por essência um papel social. Quando um veículo ou um profissional compreende e pratica essa natural vocação o público está diante do que vale a pena nesse exercício. A última edição do Repórter MaisTV, resultado da sensibilidade do repórter Maurílio Júnior, é um desses exemplos. O programa semanal exibido pelo Portal MaisPB veiculou, domingo, a história de duas Marias Eduardas, duas jovens que o destino uniu em nome e idade, para um lugar ao sol no judô, sem apoio e financiadas apenas pela venda de jujubas no sinal. O material chegou ao conhecimento do secretário de Esportes, Hervázio Bezerra. Ontem, atletas, treinados e pais receberam, de viva voz, a boa notícia. O Estado vai garantir a presença delas nas próximas competições. O resultado do trabalho de mostrar essa história de superação foi premiado com ouro.

Confira a reportagem abaixo.

Por Heron Cid 

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!