MP denuncia ex-procurador da PB por lavagem de dinheiro

Por Maurílio Júnior

O ex-procurador geral do Estado da Paraíba, Gilberto Carneiro, e sua ex-auxiliar, Maria Laura Caldas, foram denunciados pelo Ministério Público da Paraíba, pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro.

A denúncia faz parte dos desdobramentos da 4ª fase da Operação Calvário, que investiga desvio de dinheiro da Saúde da Paraíba. Maria Laura está presa desde 30 de abril.

A operação, deflagrada em dezembro 2018, já é responsável pela recuperação de quase R$ 5 milhões.

A investigação aponta que Maria Laura recebeu remuneração “sem a efetiva prestação do serviço no cargo de assessora especial na Procuradoria-Geral do Estado da Paraíba, com locupletamento aproximado de R$ 112.166,66, durante o período de julho de 2016 a abril de 2019”.

De acordo com a investigação, “o seu não comparecimento ao trabalho só foi possível por meio da conduta omissiva imprópria”do então procurador-geral do Estado, o segundo denunciado, para que ficasse à disposição dos interesses da Orcrim.

O Grupo de Atuação Especializada de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público (Gaeco) apurou que a denunciada também recebeu propina paga à Orcrim e ocultou sua origem ilícita, por meio da aquisição de patrimônio próprio em seu nome e de terceiros, a exemplo de imóveis e veículos.

Para o Gaeco, Maria Laura desempenhava a função relativa à execução financeira das entregas e recebimentos monetários do esquema criminoso.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!