Reforma: “A necessidade interna manda”, diz secretário

Por Maurílio Júnior

No dia que o governador João Azevêdo (PSB) decidiu apoiar a decisão do seu partido, o PSB, de votar contra à reforma da Previdência, o secretário da Fazenda da Paraíba, Marialvo Laureano, afirmou, nessa segunda-feira (8), ao Frente a Frente, da TV Arapuan, que a Paraíba será obrigada a fazer futuramente sua própria reforma caso os estados não sejam incluídos no texto que muda as regras de aposentadorias que será votada na Câmara Federal. “A necessidade interna manda. Nós precisamos tomar alguma decisão porque o déficit previdenciário hoje na Paraíba é na casa de R$ 1,2 bilhão por ano. Isso recursos do governo do Estado. Se aumentar a alíquota de 11% para 14% teríamos um acréscimo de 75 milhões ao ano”. Déficit pode chegar a R$ 10 bilhões em 2023.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!