Cartola: Justiça ouvirá testemunhas de processo que mira direção do Botafogo

Por Maurílio Júnior

Terá início amanhã a audiência de instrução e julgamento do segundo processo da Operação Cartola.

Nele, são réus dirigentes afastados do Botafogo-PB, acusados de integrarem uma organização criminosa no futebol paraibano.

Entre outros estão os então vice-presidente de futebol Breno Morais – que já é réu no primeiro processo formado por dirigentes da federação paraibana -, o presidente Zezinho (ex-vereador de João Pessoa) e o vice-presidente Guilherme Novinho. 

A expectativa é que a juíza Andréa Galdino colha depoimentos de oito testemunhas de acusação.

A Operação Cartola deflagrada pela Polícia Civil e Ministério Público da Paraíba, em abril do ano passado, acusa dirigentes e árbitros de manipularem resultados e falsificarem documentos no futebol da Paraíba. 

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!