Botafogo-PB será tricampeão paraibano com (meia) justiça

Por Maurílio Júnior

Após 36 anos um clube voltará a ser tricampeão paraibano. Será o Botafogo-PB, neste sábado (20), no Almeidão, contra o Campinense. A última vez que isso aconteceu foi com o Treze de 1981 a 1983. 

Nem se o próprio Botafogo-PB quisesse perder mais um título estadual conseguiria, tamanha é a disparidade de um time para outro. O time da Capital faz jus à conquista pela soma de fatores que o coloca no momento como a agremiação esportiva de maior potencial no estado: organização administrativa – salários em dia, sócio-torcedor funcionando e estrutura que se aperfeiçoa a cada ano; estabilidade, com a base mantida de um ano para outro; e qualidade nas quatro linhas, com jogadores desequilibrantes, a exemplo do veterano Marcos Aurélio. Tudo isso construído ao longo dos últimos anos.

Depois de um longo jejum sem título na década passada, o Botafogo-PB decide o Campeonato Paraibano pela sétima vez seguida e a caminho do quinto troféu. Além disso, é forte candidato a conquistar a Copa do Nordeste e é candidatíssimo a conquistar também a Série C. Tudo leva a crer para um ano perfeito. 

Como nem tudo são flores e a análise jornalística deste que vos escreve também é espinho, o título tem um pouco da complacência da Justiça Desportiva com os clubes envolvidos na Operação Cartola, que desvendou um esquema de manipulação de resultados. Apenas dirigentes foram punidos. Os clubes que foram beneficiados com a corrupção dos malfeitores saíram ilesos. O Botafogo-PB foi um deles. 

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!