Final sertaneja faria bem ao futebol paraibano

Por Maurílio Júnior

Atlético de Cajazeiras x Campinense e Botafogo-PB x Nacional de Patos farão as semifinais do ainda arranhado Campeonato Paraibano. O primeiro jogo dessa nova fase acontece já neste domingo (31), em Campina Grande. Pelos números, Atlético e Botafogo são os favoritos.

Mas vale ressaltar: nunca antes na história uma final sertaneja faria tão bem ao futebol local. Seria uma reedição da inédita final sertaneja de 2007 – quando o Nacional bateu o Atlético -, mas mais do que isso, também seria uma questão de justiça moral, com a Operação Cartola, responsável por desvendar uma poderosa organização criminosa que manipulava resultados do Campeonato Paraibano entre outras obscuridades com a paixão do povo.

A OCRIM tinha como personagens principais dirigentes de Botafogo e Campinense, clubes tradicionais do futebol desse estado, que foram amplamente beneficiados em competições passadas, mostraram as investigações da Polícia Civil e do Gaeco, do Ministério Público.

É verdade que dirigentes foram suspensos, outros foram banidos e todos cumprem medidas cautelares da Justiça. Mas os clubes saíram ilesos do ponto de vista prático da bola, já que não foram punidos e consequentemente tiveram direito a robustas premiações de competições maiores, “conquistadas” através da manipulação. Vale até o questionamento se a OCRIM segue de algum modo exercendo influência nos bastidores.

Se Atlético e Nacional fizerem por merecer dentro de campo estará prestando serviço moral ao futebol paraibano.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!