“Neste governo, ninguém solta a mão de ninguém”

Por Maurílio Júnior

Ninguém solta a mão de ninguém. A frase que viralizou na internet após o resultado do pleito que elegeu Jair Bolsonaro (PSL), em outubro do ano passado, foi a escolhida pelo ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) para responder as cobranças que recaem sobre o governo no âmbito da operação Calvário. “Neste governo, ninguém solta a mão de ninguém”. A declaração foi dada em solenidade do governo no lançamento do programa Paraíba Rural Sustentável, no Espaço Cultural. Ricardo ainda defendeu o serviço oferecido pelo Hospital de Trauma e condenou aquilo que ele trata de “execração pública” sobre a prisão da ex-secretária de Administração do Estado, Livânia Farias, suspeita de operar um esquema de corrupção na Saúde pública.

Ataques

Ladrão, canalhas, corruptos… alguns termos usados pelos efusivos deputados de oposição, Cabo Gilberto (PSL) e Walber Virgolino (PATRI), na sessão desta terça-feira (19) na Assembleia, para atacar agentes do governo do PSB, depois dos últimos desdobramentos da operação Calvário.

Resposta

O deputado Jeová Campos (PSB) contra-atacou e chamou os oposicionistas de “justiceiros”.

Fake news

Uma fake news ganhou os corredores da Assembleia durante a sessão desta terça. Era noticiado que as residências do ex-governador Ricardo Coutinho e do secretário Waldson de Souza eram alvos de busca e apreensão pelo Gaeco. O líder do governo, Ricardo Barbosa (PSB), chegou a considerar a possível veracidade da ‘informação’. Quando confirmou que se tratava de uma notícia falsa, não poupou: “Mentira inominável, irresponsável, reprovável que certamente será alvo de uma ação judicial por parte das vítima dessa mentira”.

Debandada 

A volumosa bancada do governo na Assembleia ficou vazia em plena sessão. Repentinamente deputados da base governista deixaram a Casa para o Espaço Cultural, onde acontecia o lançamento do programa Paraíba Rural Sustentável.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!