Delegado da Cartola volta a ser rebaixado pelo governo

Por Maurílio Júnior

Em menos de três meses, o delegado Lucas Sá sentiu a canetada do Governo do Estado da Paraíba duas vezes.

A mais recente veio na edição de hoje do Diário Oficial do Estado, que o coloca como delegado titular de Delegacia Distrital de Cabedelo.

Lucas Sá foi o delegado que esteve à frente das investigações da Operação Cartola, responsável por desvendar um poderoso esquema de corrupção no futebol paraibano, com a participação de dirigentes da Federação Paraibana de Futebol, clubes, árbitros e de tentativa de influência política.

À época, Sá ocupava a titularidade da delegacia de Defraudações de João Pessoa. Condição que seria modificada pelo governo depois de uma reportagem da TV Globo que cita o nome do então governador Ricardo Coutinho (PSB) em um diálogo entre dirigentes do Botafogo-PB. Lucas Sá, então, foi rebaixado para delegado adjunto de Delegacia Especializada dois dias depois (relembre aqui). A Associação de Defesa das Prerrogativas dos Delegados de Polícia na Paraíba (Adepdel) repudiou em nota.

Nas redes sociais, o deputado estadual diplomado, Wallber Virgolino (PATRI), acusou o governo de “lambança e perseguição” contra Lucas Sá.

Em um trecho do texto, o futuro parlamentar escreveu que “todo mundo sabe que é perseguição por conta da Operação Cartola e ninguém faz nada”.

“Afundaram ainda mais o competentíssimo Delegado de Polícia Civil Lucas Sá, agora foi rebaixado à Delegado de Delegacia de Distrital. Agora vai ser vigia de Delegacia, apartar briga de bêbado e conciliar briga de vizinho”.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!