Ministro de Bolsonaro terá que se desculpar outra vez

Por Maurílio Júnior

O futuro ministro da Casa Civil, deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), recebeu via caixa dois uma segunda doação eleitoral, por ele não admitida até agora. É o que aponta uma planilha entregue por delatores da JBS à Procuradoria-Geral da República. A informação foi dada pela Folha de S.Paulo.

O documento entregue por delatores menciona repasse de R$ 100 mil na campanha de 2012, quando futuro ministro já comandava o DEM-RS. 

No ano passado, o parlamentar confessou ter obtido da empresa, para a campanha de 2014, R$ 100 mil não declarados à Justiça Eleitoral.

O juiz Sérgio Moro, futuro ministro da Justiça, minimizou o crime do companheiro de governo.

“Quanto a esse episódio no passado, ele mesmo admitiu seus erros e pediu desculpas e tomou providências para repará-lo”, disse em entrevista na semana passada.

Lorenzoni assim terá que se desculpar mais uma vez. Menos mal (para ele).

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!