Espiões nas universidades

Por Maurílio Júnior

A Justiça Eleitoral da Paraíba retomou nesta sexta-feira (26) os Centros de Comando de Controle para as eleições neste domingo (28), com uma preocupação: as ações de policiais e fiscais eleitorais nas universidades federais.

Para tanto, policiais solicitaram ao Tribunal Regional da Paraíba (TRE-PB) que sejam enviados ‘espiões’ para averiguar supostas irregularidades antes de qualquer medida extrema de busca e apreensão.

Ontem (25), a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), foi alvo de um mandado de busca e apreensão de panfleto denominado “Manifesto em defesa da democracia e da universidade pública”, bem como de materiais de campanha do candidato do PT a presidente, Fernando Haddad. A Associação dos Docentes da Universidade Federal de Campina Grande (ADUFCG) argumentou que o material apreendido não faz menção a nenhum candidato.

Hoje, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, disse que certa “ebulição” em ambientes universitários é inerente “ao processo democrático” e pediu “cautela”.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!