Vereador do PSB expõe feridas do partido

Por Maurílio Júnior

O vereador pessoense Tibério Limeira (PSB) está na bronca com a direção do seu partido. O parlamentar assinou na última terça-feira (31), uma carta endereçado ao alto escalão da legenda, com fortes queixas, entre as quais cita perseguição interna e sufocamento à sua participação nos ambientes decisórios do PSB.

Tibério ainda expôs o estremecimento nas relações internas do PSB com a ascensão de quadro emergentes nas candidaturas proporcionais. O pessebista classificou de “disputa fratricida”.

“A ascensão de quadros emergentes nas candidaturas proporcionais está fomentando dentro do partido uma escalada de uma disputa fraticida à qual, lamentável e desnecessariamente, estamos sendo submetidos. Quando nos atacam pelas escolhas que fazemos esquecem que o inimigo está lá fora.”, escreveu.

O conteúdo da carta foi divulgado pelo blog do jornalista Heron Cid. O PSB realiza convenção neste sábado (4), para homologar o ex-secretário de infraestrutura do Estado, João Azevedo, como candidato ao governo.

Confira trechos do documento:

“Hoje me dirijo a vocês para compartilhar um sentimento que há algum tempo tem nos angustiado. Afinal, não são quinze dias. São quinze anos de empenho, trabalho, dedicação e muitos sonhos.”

“Nos últimos meses, sofremos consecutivos ataques com o objetivo evidente de colocar à prova a nossa lealdade. Mentiras, boatos e má fé foram usados para disseminar intrigas internas e construir a falsa ideia de que abandonaríamos o projeto ao qual nos dedicamos nos últimos quinze anos.”

“Hoje, há movimentos internos que sufocam, fustigam e nos repelem cada vez mais dos ambientes decisórios da instância partidária. Na esfera governamental, pessoas às quais tenho profunda admiração e respeito – tanto pela abnegada dedicação ao projeto, quanto pela retidão de caráter – estão vivenciando verdadeiras situações de constrangimento e coerção.”

“A ascensão de quadros emergentes nas candidaturas proporcionais está fomentando dentro do partido uma escalada de uma disputa fraticida à qual, lamentável e desnecessariamente, estamos sendo submetidos. Quando nos atacam pelas escolhas que fazemos esquecem que o inimigo está lá fora.”

“Que possamos refletir e retornar àquela crença original de unidade em torno do projeto, sob pena de colocarmos em xeque a sua continuidade.”

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!